quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Renasço

Eu renasço nas gotas da chuva,
Me apresento à luz do luar,
Vivo no mundo das nuvens.
Acordo ao som da cigarra
Sonho nos braços do vento
Vivo!


 E surpreendo-me ao sorrir de uma criança.
Renasço pela humanidade,
E por alguns gestos por ela feitos,
Renasço quando alguém respeita o outro,
Quando da guerra trazem a paz,
Quando do ódio nasce o amor.
 
 Quando das lágrimas vêm o sorriso,
Quando das lamentações vêm as forças,
Quando do sofrer vem a esperança.

Renasço todos os dias
Nos corações de quem semeia o bem.
Por isto, e só por isto,
Sou imortal.

Um comentário:

  1. PARABÉNS A SANDRO, DE MUITO BOM GOSTO E COM BASTANTE TALENTO.

    ResponderExcluir

Entrem, comentem